Peru Assado no Forno

Quer saber como assar um peru passo a passo? Está a pensar em servir um grande peru para um almoço festivo como o almoço de Natal e não sabe por onde começar? Ora não se preocupe porque esta receita dá-lhe todos os passos, segredos e dicas para preparar um peru delicioso que toda a sua familia e amigos irão adorar!

 

Peru Assado no Forno
Peru Assado no Forno

 

Ingredientes Peru Assado no Forno

  • 1 peru limpo, de cerca de 6Kgs
  • 2 limões (às rodelas ou pedaços)
  • 2 laranjas (às rodelas ou pedaços)
  • 2 folhas de louro
  • 4 ou 5 dentes de alho
  • 1 c. sobremesa de grãos de pimenta preta
  • 150g de manteiga (ou margarina)
  • 2 c. de sopa de colorau
  • 2 dl Vinho branco
  • 1 dl de vinho do porto
  • 3 cenouras em pedaços pequenos
  • 1 cebola grande em pedaços pequenos
  • 1 ou 2 talos de aipo em pedaços pequenos
  • Tomilho, alecrim ou salva q.b. (opcional)
  • Sal grosso q.b.
  • Pimenta
  • 1 colher de sopa de farinha maisena (opcional)
  • 1 chávena de caldo de galinha (opcional)
  • Um recipiente suficientemente grande para o peru ficar de molho.
  • Um tabuleiro grande com grelha
  • Um termómetro de carne

Preparação Peru Assado no Forno

A altura do dia que começa a preparar o peru é consoante a refeição em que escolhe servi-lo. Os tempos desta receita é para um peru servido ao almoço.

 

  1. Na manhã cedo da véspera do dia em que vai servir o peru prepare-o. Lave-o bem por dentro e por fora, retirando qualquer órgão que ainda esteja na cavidade interior e retirando quaisquer restos de penas que ainda estejam na pele. Tente não rasgar a pele.
  2. Ponha a ave no recipiente com 3 ou 4 mancheias de sal (cerca de 6 c. de sopa), os dois limões e duas laranjas às rodelas ou aos pedaços, o louro, 3 dentes de alho e os grãos de pimenta. Junte água bem fria até ficar completamente coberto *.
  3. Deixa-se assim em sítio fresco cerca de 12 horas (pode reduzir até 8 horas ou aumentar até cerca de 20 horas).
  4. À noite retire o peru da salmoura deixe-o escorrer durante um bocado e, com a ajuda de papel de cozinha seque-o melhor possível. Retire também as rodelas de laranja e os dentes de alho que irão assar junto com o peru.
  5. Coloque o peru no tabuleiro em que irá ao forno, em cima da grelha **.
  6. Faça uma mistura com a manteiga (ou margarina), sal, pimenta e colorau.
  7. Espalhe esta mistura em todo o peru dando uma boa massagem por forma a entranhar os sabores. Se sobrar manteiga ponha-a na cavidade do peru. Despeje por cima o vinho branco e o vinho do porto.
  8. Coloque metade das rodelas de laranja e dos alhos dentro do peru e as restantes no fundo do tabuleiro. Cubra bem e leve ao frigorífico durante a noite (ou pelo menos 2 ou 3 horas)
  9. No próprio dia, de manhã cedo, acenda o forno a 250ºC para aquecer.
  10. Misture todos os legumes crus numa taça e coloque metade dos legumes no fundo do tabuleiro e o restante na cavidade do peru (não encha demais porque irá atrasar a cozedura). Pode também juntar 2 ou 3 raminhos de algumas ervas (tomilho, alecrim, salva, ou outras), a gosto.
  11. Se quiser ate as pernas do peru para uma apresentação mais bonita.
  12. Com um pedaço de papel de alumínio dobrado ao meio prepare um “escudo” em V para cobrir todo o peito do peru (o peito cozinha mais rápido que as pernas). Assegure-se que é suficientemente largo, que tem dupla espessura e a parte brilhante voltada para fora. Unte ligeiramente a parte que vai ficar em contacto com a ave.
  13. Leve o peru ao forno a 250ºC durante cerca de 30 minutos. Após esse tempo a pele do peito deve estar corada (pode deixar mais 5 – 10 minutos se necessário).
  14. Nessa altura coloque o “escudo” em cima do peito do peru (prenda-o bem) e baixe a temperatura do forno para 180ºC.
  15. Ocasionalmente vá deitando ou pincelando algum molho pelas partes do peru que estão expostas (duas ou três vezes é suficiente para não abrir demais a porta do forno e baixar a temperatura deste).
  16. Ao fim de mais 1h30m horas retire o peru do forno e, com muito cuidado, vire-o para assar/corar as costas e as asas. Deixe-o assim cerca de 30-45 minutos. Ao fim desse tempo volte a virá-lo.
  17. Um peru de 6 quilos leva aproximadamente 3 ou 3,5 horas, no total, a assar.
  18. Quando estiver perto das 3 horas de forno (no total) verifique a cozedura com a ajuda de um termômetro, tendo o cuidado de não encostar o termômetro ao osso e colocando-o na parte mais espessa da carne.
  19. Quando o peito estiver nos 72-74ºC e a coxa nos 82-84º C o peru está pronto a sair do forno. Nessa altura deixe-o a descansar no mínimo 30 minutos tapado com papel de alumínio (pode descansar mais tempo sem problemas). NÃO SALTE ESTE PASSO!!! O peru vai continuar a cozer durante mais algum tempo já fora do forno atingindo a temperatura ideal e também mantém assim os sucos da cozedura, ficando a carne mais húmida e saborosa***.
  20. Quando for altura de servir coloque o peru numa tábua ou tabuleiro grandes.
    Entretanto escorra o líquido que estiver no tabuleiro de assar o peru para uma caçarola passando-o através de um pano para retirar o maior da gordura (se o tabuleiro estiver muito seco junte um pouco de água e leve ao lume raspando um pouco). Se tiver pouco líquido junte uma chávena de caldo de galinha. Deixe ferver uns minutos até reduzir um pouco e ficar na consistência desejada.
  21. Caso queira um molho mais espesso dilua uma colher de sobremesa de farinha maisena numa colher de sopa de água e junte ao molho, deixando ferver 3 ou 4 minutos. Ou pode passar o molho com a varinha mágica após retirar todos os legumes exceto cebola.
  22. E pronto! Agora só tem de levar o peru para a mesa para admiração dos convivas e trinchá-lo!


E se estiver a perguntar: então o recheio? O recheio tradicional dentro do peru dificulta e torna mais morosa a cozedura da ave o que faz com que a carne fique mais seca. E como a cavidade do peru é o sítio perfeito para a existência de bactérias é necessário garantir que o interior do peru atinge uma temperatura suficientemente alta o que com o recheio é mais difícil e demorado. Por outro lado os legumes que colocamos dentro do peru (não compactados) não irão prejudicar a cozedura e libertarão um ótimo aroma. Optámos então por preparar e servir o recheio à parte: pode encontrar a nossa receita favorita para este efeito Recheio de Salsichas e Castanhas no nosso site.
* a água deve ser mantida fria para evitar a proliferação de bactérias. Mantenha o recipiente num local fresco e, se necessário, vá juntando alguns sacos estanques com gelo.
** se não tiver uma rede improvise uma fazendo um rolo bem comprido e espesso com papel de alumínio e faça alguns círculos dentro do tabuleiro por forma a manter o peru afastado do fundo do tabuleiro.
*** Caso não tenha um termômetro pode verificar a cozedura espetando uma faca ou qualquer espeto na parte mais grossa da coxa do peru: o líquido que sair deve ser claro, sem qualquer vestígio de sangue; repita também no peito.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.